18/02/2020

Legaltechs e Lawtechs: o que são? há diferença? quais os seus impactos?


Primeiramente, o que são as Legaltechs/Lawtechs?

Legaltechs, ou lawtechs, junção das palavras “Law/Legal”, lei/jurídico em inglês, e tech, tecnologia em inglês, são, em sua maioria, startups que desenvolvem em apostam em tecnologias que se aplicam no âmbito jurídico. As lawtechs buscam aprimorar e otimizar a rotina do setor legal, como, por exemplo, tecnologias para facilitar o cotidiano dos escritórios de advocacia. 

Existe diferença entre as Legaltechs e as Lawtechs?

No Brasil, na prática, não parece haver essa divisão, mas no exterior, o termo Legaltech é usado para designar as startups que prestam algum serviço para o próprio mercado jurídico, enquanto as Lawtechs oferecem soluções para o público final dos advogados.

Nesse caso, como podem perceber, a Como Registrar poderia se apresentar como uma Lawtech.

Os impactos das Lawtechs para o setor Jurídico

Acompanhando o boom das startups, o mercado das Lawtechs é relativamente novo, mas os seus impactos são extremamente significativos no setor jurídico. Aumento na produtividade, diminuição dos custos, desafogamento do judiciário, democratização e transparência na informação são um dos benefícios dos serviços das Lawtechs, reduzindo as mazelas que assolam o sistema nos dias de hoje. 

As Lawtechs (ou Legaltechs) tem muito caminho para percorrer, andando lado a lado e oferecendo soluções que viabilizem ainda mais a vida dos profissionais dessa área. Curtiu o post? Compartilhe!


Todos os posts...